UENP é a primeira universidade do Brasil a receber projeto do Conselho Britânico

O curso Reseacher Connect deverá atender cerca de 60 pesquisadores do Estado do Paraná

O curso Reseacher Connect deverá atender cerca de 60 pesquisadores do
Estado do Paraná

A Coordenadoria de Relações Internacionais da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) iniciou na quarta-feira, 25, o curso Researcher Connect, para o treinamento em habilidades de comunicação científica para pesquisadores. O programa do Conselho Britânico, que acontece até esta sexta, 6, tem como objetivo apoiar na construção de um perfil internacional aos pesquisadores do Estado do Paraná, buscando contribuir para elevar o número de publicações de artigos científicos em revistas acadêmicas internacionais.

As aulas, realizadas em inglês com muita interatividade e dinâmica, foram divididas em quatro módulos: “Conhecendo seu público”, que explica as abordagens do trabalho e busca descobrir os objetivos do curso e dos participantes; “Resumos”, que qualifica para criação de abstracts, propostas do artigo científico críticas e com técnicas específicas; “Escrevendo para a publicação, que ajuda e auxilia os aspectos essenciais e técnicas de escrita científica, e “Melhorando as apresentações”, que desenvolve habilidades em apresentações em conferências internacionais.

O curso tem como treinadora principal Jo Chaffer, do Reino Unido, além de oito treinadores nacionais: Aline Quadros, Ronaldo Cristofoletti, Monica Campiteli, Adriano Cavalleri, Marly Tooge, Flávia Rodrigues, Daniel Dentilho e Juliana Nery. Os cursos foram acompanhados por Camila Morch e Aliandra Barlete, representantes do Conselho Britânico e gerentes do Fundo Newton no Brasil. O programa teve uma edição piloto no Cefet de Minas Gerais em 2014.

Segundo a coordenadora de Relações Internacionais da UENP, Eliane Segati Rios Registro, a vinda do curso é um divisor de águas para a Universidade. “Este treinamento representa um avanço muito grande para UENP. Receber o Conselho Britânico alavanca a internacionalização da Universidade e reforça as relações internacionais da instituição”, pontua. “Sermos os primeiros a receber o Conselho Britânico em um projeto inicial em todo Paraná e, em nível de Brasil, é um grande privilégio. É de grande importância para UENP e motivo de orgulho para nós”, acrescenta Eliane. Ela comenta que o projeto só se concretizou graças ao apoio da Reitoria e ao auxílio financeiro por meio do Fundo Newton e do Banco Santander. Com boas perspectivas para o curso na UENP, Eliane ressalta que o objetivo é que esse seja o início de muitas outras negociações com o Conselho Britânico que ainda virão.

A reitora da UENP, Fátima Aparecida da Cruz Padoan, destaca que, com o treinamento, o saldo deverá ser extremamente positivo para a pesquisa na Universidade. “Com esse curso e tantas outras atividades de internacionalização desenvolvidas pela Coordenadoria de Relações Internacionais da UENP, temos sedimentado cada vez mais o caminho que coloca a Universidade num plano internacional, que é vital para existência plena de toda universidade nos dias de hoje”. Ela sustenta que “com o treinamento, elevamos o nível da UENP e, certamente, auxiliamos os pesquisadores a alcançar novos patamares na divulgação de suas pesquisas”. O Researcher Connect é realizado na UENP em três edições e deverá atender cerca de 60 pessoas, entre professores, alunos de mestrados e de iniciação científica, além de pesquisadores e representantes da Reitoria. Além disso, com vistas a colaborar para o desenvolvimento do Estado do Paraná, a UENP disponibilizou vagas para todas as IES estaduais. Está confirmada a participação da UEM, UEL, Unioeste, Unicentro, UEPG e Unespar, além da representação da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti PR). A primeira edição ocorreu no campus Jacarezinho. As outras duas edições, que acontecem durante esta semana, serão realizadas no campus de Cornélio Procópio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *